I-Moto Strada jojesa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

adormecimento das mãos e pés

Mensagem  jojesa em Qui Ago 16, 2012 10:02 pm

Caros amigos, preciso opinião sobre esta mota.
Adquiria uma há cerca de um ano, já vai com 1800km, é bastante económica, em velocidade anda o suficiente, força sem deslumbrar, mas... em estrada, para cima das 5 mil, fico com um "grande problema", ao fim de uns kms, não sinto as mãos e pés, de tão dormentes que ficam...
Preciso de opiniões para melhorar ou suavizar a "tremideira" senão, lá terei de trocar ou comprar algo que não me faça dormir as mãos e pés Very Happy
Opiniões?!...
Ajuda.

jojesa

Mensagens : 5
Data de inscrição : 16/08/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

I-Moto Strada jojesa

Mensagem  Dias em Sex Ago 17, 2012 6:14 pm

A dormência sente-se nas mãos e nos pés e pode ser a trepidação da moto que a produz, mas a causa está nas hérnias das vértebras cervicais (no caso das mãos) e lombares (no caso dos pés).
A trepidação da moto chega à coluna vertebral através de uma parte do corpo que esteja em contacto mecânico com a mooto, nomeadamente, pelas nádegas/ossos da bacia (via assento), pelos braços (via punhos do guiador e mãos) e pelas pernas (via peseiras e pés).
Portanto, há 3 maneiras de minimizar a dormência, conforme se actua na fonte da trepidação, na sua transmissão à coluna e nas hérnias.
Mudar de moto, passando por exemplo para uma com 2 cilindros em V, poderá ser a maneira mais rápida de resolver o problema, só que a solução pode ser apenas temporária, já que poderá reaparecer se os problemas com as hérnias aumentarem.
Como não sou médico, o que se segue deve ser entendido apenas como um relato de uma situação pessoal. As hérnias têm tendência para aparecer na altura em que as pessoas começam a ser mais sedentárias (por volta dos 40-50) e os possíveis tratamentos são cirurgia (quem quizer que a faça), fisioterapia e fármacos (anti-inflamatórios, vitamina B12, etc.). Contudo, com o avançar da idade as articulações vão-se tornando mais rígidas, o que, apesar de ser mau, pode ser bom para as hérnias. Mas não precisamos de esperar 10-20 anos para que a dormência nas mãos passe, porque uma boa postura (que geralmente se aprende com fisioterapia) pode resolver o problema completamente (a postura também está ligada à transmissão da trepidação, mas já lá vamos). O que é preciso aprender é a evitar as posições do pescoço e da cintura que fazem com que as vértebras comprimam os nervos que vão para as mãos e os pés.
E para evitar a transmissão da trepidação? Esta é a parte mais simples: basta que a ligação entre o condutor e a moto não seja rígida! Portanto, nada de agarrar os punhos com força. Basta prender o punho entre os dedos mínimo, anelar e polegar. Quanto aos dedos médio e indicador, devem estar soltos sobre as manetas (se for preciso, já lá estão). Os braços devem estar semi-dobrados. O mesmo se aplica às pernas e os pés não devem estar a fazer força nas peseiras. Se se sentirem inseguros por estarem "pouco ligado" à moto, substituam a força nas mãos e nos pés pela compressão dos joelhos no depósito.
avatar
Dias

Mensagens : 91
Data de inscrição : 05/05/2011
Idade : 68
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I-Moto Strada jojesa

Mensagem  jojesa em Sex Ago 17, 2012 9:26 pm

Boas.
De facto relativo às posições a adoptar em cima da moto, em condução, de facto já fiz essas experiências, não "soldar" as mãos aos punhos, quando não há demasiada pressão do vento, o modo como me sento na moto, com a zona das cochas apertar ao depósito, uma posição mais erecta, só que a moto por ter um volante tão baixo, não é fácil, ou seja, já me adaptei para andar em cidade... mas fora da cidade, não dá... sempre se acelera um pouco mais e por isso não há posição que se ajuste... ao fim de uns km`s, o desconforto é tanto que tenho mesmo que parar...
Os quarenta e três, quatro qualquer dia, anos de idade, os 1,68 metros de altura e 80 kg de peso, associados à posição demasiado alta na zona do assento e a posição demasiado baixa dos punhos do guiador, são os meus defeitos e desta moto. Todavia, para as características que tem, também não era de exigir de mais, tratando-se de uma 125cc, monocilindrica, a 4 tempos e montagem chinesa...
Valha-nos o baixo consumo e ser "maneirinha" na cidade, devido ao baixo peso...
Tirando a dormência das mãos, até estava a gostar da máquina, mas porventura, pró ano, terei que pensar noutra opção, aliás, questão de cilindrada não existe porque tenho carta da moto para todas as categorias... uma 250cc da yamaha ou uma 600 da suzuki, modelo trail, já faz parte do meu imaginário...
Para quem tiver braços compridos, não é o meu caso, e quiser algo económico, não tenha problemas de idade, aconselho...

jojesa

Mensagens : 5
Data de inscrição : 16/08/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I-Moto Strada jojesa

Mensagem  Dias em Sab Ago 18, 2012 9:36 pm

Para tentar resolver o problema sem trocar de moto, vejo 2 hipóteses:
1) "costumizar" o guiador, fazendo com que fique mais alto e com os punhos mais para trás. Contudo, para se ficar com um trabalho bem feito, vai ser preciso recorrer a um profissional, o que quer dizer que a alteração poderá ficar tão cara como a diferença para outra moto.
2) como hipótese muito mais barata, passar a andar com um saco (mochila) de depósito suficientemente grande para que o peso da parte superior do condutor fique totalmente apoiado no saco.
avatar
Dias

Mensagens : 91
Data de inscrição : 05/05/2011
Idade : 68
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: I-Moto Strada jojesa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum